Filtros.

 

Em landscape, tripé e filtros andam sempre em conjunto. Um bom tripé é essencial. Tenho um Manfrotto com cabeça tipo "Joystick", que gosto muito.

O tripé tem que ser robusto e leve ao mesmo tempo. Fibra de carbono é o melhor material, por ser leve e muito resistente. Já a cabeça, depende muito do tipo de trabalho que você vai fazer. O Joystick é muito rápido e ao achar a posição ideal, basta soltar a alavanca que ele trava na posição. Recomendo.

 

Agora vamos falar de filtros. Uso e recomendo o kit Lee, por ser o de melhor construção e qualidade ótica. É feito na Inglaterra, manualmente e portanto, caro! Mas se você quer qualidade e tem o dinheiro, essa é sua escolha. Os filtros que você precisa, são: Grad ND soft 0,6 e 0,9. Grad ND Hard 0,6 e 0,9.

Reverse Grad ND 0,9 e finalmente o BIG STOPPER, que reduz em 10 stops a quantidade deluz, para longa exposição.

 

Há também a opção de filtros graduais ND circulares de rosca. Eu também possuo vários modelos. Descobri que a marca B+W alemã é a de melhor qualidade. Os filtros circulares são bons, mas têm o problema que não se pode sobrepor dois ao mesmo tempo, pois aparece a vinheta. Isso não acontece no kit Lee, pois se precisar, vai superpondo os filtros.

 

Mas quando falamos do 10 stop, eu pessoalmente prefiro o resultado do B+W circular, pois ele dá uma foto com tom mais "quente", mais magenta que o Lee Big Stopper, meio azulado. Mesmo após a correção do White Balance no Lightroom, ainda não consigo o mesmo tom do B+W. 

Mas isso é questão de gosto de cada um...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe sua mensagem: